Outono

Outono - MAIOR

OUTONO

 

Esta é a estação do ano mais associada à melancolia, à nostalgia, ao declínio da existência, pois suas características principais são as quedas das folhas das árvores, suas nuances amarelas e vermelhas, o tom cinza do céu, os frutos amadurecidos que, desta forma, pesam nos galhos e caem sobre a terra.
Poeticamente, portanto, marca as etapas de transformação da vida, a reciclagem dos elementos da Natureza e também das emoções humanas. Inicia-se neste momento uma fase de transição, que se completa no Inverno, quando todos sentem a tendência de hibernar. No Outono, então, as pessoas vão se tornando introspectivas, mais desejosas de se abrigar nos seus refúgios, inclinadas a buscar a meditação.

As noites retornam mais cedo, úmidas, frias, requerendo outros hábitos, a procura de alimentos mais quentes, ambientes mais calorosos, os banhos mais aquecidos e longos. Dormir transforma-se em um ritual, pois as pessoas se envolvem em agasalhos, mantas, cobertas abundantes.

Esta estação anual chega logo depois do Verão, preparando o Inverno. As temperaturas caem, a não ser nas áreas contíguas ao Equador. No Hemisfério Sul ele tem início quando o Sol toca o Equinócio – um dos dois instantes em que a órbita deste astro, sob o ponto de vista do Planeta Terra, atravessa a esfera do equador celeste, a linha da Terra incidida sobre o plano celeste -, no dia 21 de março, e se encerra em 20 de junho, quando se dá o solstício. Aqui se diz que há o ‘Outono Austral’.

No Hemisfério Norte, o Outono se inicia quando o Sol chega ao equinócio no dia 22 de setembro, e tem fim assim que ele atinge o solstício, no dia 20 de dezembro, cedendo lugar ao Inverno. Esta estação é aí conhecida como ‘Outono Boreal’.

O Outono – expressão de origem latina, autümnus ou autümum – é a época propícia para as colheitas. Ele detém propriedades tanto do Verão quanto do Inverno, por realizar entre ambos uma ponte transitória. Assim, nele encontramos a diminuição dos períodos de chuva, modificações repentinas no clima, névoas em alguns locais, entre outras.

No Brasil há várias frentes frias nesta estação, portanto as temperaturas são mais brandas, variando entre 12º a 18º C. Em 2008, o Outono teve início em 22 de setembro, exatamente às 15 horas e 44 minutos, em Portugal.

http://www.infoescola.com/clima/outono/

67557

OUTONO: OUTRA DEFINIÇÃO

 

O outono é a estação que marca a transição entre o verão e o inverno. Ela se inicia entre 22 e 23 de setembro no hemisfério norte e entre 20 e 21 de março no hemisfério sul. O horário de início da estação é definido pelo instante em que o Sol atinge o Zênite de um ponto situado no Equador, de forma que a área iluminada pelo Sol seja igual nos dois hemisférios.
Por ser uma fase de transição entre o verão e o inverno, o outono apresenta características de ambas as estações: redução de chuvas, mudanças bruscas no tempo, nevoeiros em algumas regiões, entre outras. No Brasil, os índices pluviométricos durante o Outono variam geralmente entre 150 a 400 mm. Em virtude da entrada de frentes frias, as temperaturas no país são mais amenas nessa estação; as mínimas variam entre 12ºC a 18ºC e as máximas oscilam entre 18ºC e 28ºC.

Entre outras características do outono, podemos citar a diminuição da umidade do ar, além do fato dos dias e das noites terem a mesma duração. No hemisfério norte, uma das características principais da estação é a mudança da coloração das folhagens das árvores, que passam a apresentar tons amarelados e avermelhados. É no outono que ocorrem as grandes colheitas, visto que as frutas já estão bastante maduras e começam a cair no chão.

56565

OUTONO: TEMPO DE PERDAS E GANHOS

Se prestarmos mais atenção aos detalhes da natureza, perceberemos que cada estação do ano traz mensagens e convites específicos. No entanto, muitas vezes não conseguimos enxergar esses sinais porque insistimos em achar que não somos parte integrante do meio ambiente. Cada estação do ano nos convida a novas posturas e nos oferece uma série de aprendizados para a vida. O outono, é uma época especialmente recheada de significados que podem enriquecer nossas percepções. Esse período chega logo após o verão, aquela estação de tempo quente, aberto, de plena luz e em que nossos movimentos tendem para o mundo externo. Não é à toa que para chegar a uma estação intermediária precisamos das “águas de março”, uma chuvinha persistente que vai resfriando o tempo aos poucos.

O outono é uma época de transição entre os extremos de temperatura verão-inverno. Qual é a principal imagem que lhe vem à mente quando pensa em outono? É bastante provável que a maioria das pessoas responda a essa pergunta lembrando da clássica imagem das árvores perdendo suas folhas. Mas você sabe por que acontece essa perda? Se as árvores não as deixassem ir, não sobreviveriam à próxima estação. As folhas se queimariam com o frio do inverno e, assim, os ciclos de respiração da árvore se findariam bruscamente, o que resultaria no fim da vida. A natureza nos mostra mais uma vez a beleza de sua sabedoria: é preciso entrega, é preciso deixar ir o que não serve mais, para proteger o que é mais importante.

O que a princípio pode parecer uma perda é na verdade um ganho: ela ganha mais tempo de vida, e chega renovada às próximas estações.

Reflita a partir disso: o que você precisa deixar ir, do que você precisa abrir mão para seguir firme para os próximos ciclos, para continuar a crescer? O outono é também estação de amadurecimento dos frutos. É o tempo de deixar ir inclusive os resultados de nossos esforços, para que novas forças possam gestar outros futuros projetos.

Durante essa época é válido observar quais elementos em você precisam ser sacrificados para que o mais sagrado para sua vida seja preservado ou resgatado. Pense na palavra sacrifício a partir de sua etimologia: é um sagrado ofício, um trabalho, uma ação que possui um caráter sagrado, para além do superficial, que transcende o banal, que tem um significado maior.

Abra-se ao nascer de um novo tempo

No outono, é importante questionar se o medo e a dúvida estão impedindo seus ideais maiores de serem realizados. Reflita se alguns comportamentos repetitivos lhe afastam do seu real potencial criativo. Talvez seja chegado o momento de tomar consciência e assumir uma atitude de compromisso consigo, desapegando-se daquilo que não lhe serve mais, daquilo que esteja impedindo seus passos rumo às próximas estações de seu crescimento.

Não é simples, nem fácil, mas também não é impossível. Como tudo na natureza, nossos processos de mudança carecem de tempo para se instalarem. Tempo para ir amadurecendo, até que seja o momento da colheita. Passo a passo, reflita sobre os pesos desnecessários que podem estar atrasando seu caminhar, vá se desapegando e deixando ir.

Lembro agora as palavras de Tom Jobim: “São as águas de março fechando o verão, é promessa de vida no meu coração”. Mesmo que as águas pareçam dar fim ao melhor da festa do verão, na verdade, elas estão nos mostrando que a vida segue e novas estações virão! Acredite: observando a natureza podemos concluir que depois da noite sempre vem o dia. Acredite que vale a pena se libertar para deixar nascer um novo tempo.

Conheça as tendências para sua vida amorosa com os conselhos do Tarot.

Sobre a  autoria:

Psicóloga, psicodramatista e aromaterapeuta. Trabalha em projetos sociais como facilitadora de grupos de mulheres e grupos de reflexão sobre o Feminino em Belo Horizonte e interior de MG.

???????????????????????????????

OUTONO – CARACTERÍSTICAS

A coloração amarelada das folhas é uma das características do outono.
O outono é a estação que marca a transição entre o verão e o inverno. Ela se inicia entre 22 e 23 de setembro no hemisfério norte e entre 20 e 21 de março no hemisfério sul. O horário de início da estação é definido pelo instante em que o Sol atinge o Zênite de um ponto situado no Equador, de forma que a área iluminada pelo Sol seja igual nos dois hemisférios.

Por ser uma fase de transição entre o verão e o inverno, o outono apresenta características de ambas as estações: redução de chuvas, mudanças bruscas no tempo, nevoeiros em algumas regiões, entre outras. No Brasil, os índices pluviométricos durante o Outono variam geralmente entre 150 a 400 mm. Em virtude da entrada de frentes frias, as temperaturas no país são mais amenas nessa estação; as mínimas variam entre 12ºC a 18ºC e as máximas oscilam entre 18ºC e 28ºC.

Entre outras características do outono, podemos citar a diminuição da umidade  do ar, além do fato dos dias e das noites terem a mesma duração. No hemisfério norte, uma das características principais da estação é a mudança da coloração  das folhagens das árvores, que passam a apresentar tons amarelados e  avermelhados. É no outono que ocorrem as grandes colheitas, visto que as frutas já estão bastante maduras e começam a cair no chão.

==

Equinócios

==

Datas em que os dois hemisférios (norte e sul) recebem a mesma quantidade de luz solar.

==

Movimento de translação

==
Características do movimento responsável pelas estações do ano.

 

 

4565478

O QUE PLANTAR NO OUTONO

Aproveite o sabor e os nutrientes de 28 alimentos do outono

Durante o outono, os alimentos são mais ricos nutricionalmente; aproveite e alimente-se com qualidade. Foto: Getty Images

 

O outono chegou e, com ele, os dias se tornam de clima ameno e à noite dá aquele friozinho. Com a mudança da estação, entra uma nova safra de verduras, legumes e frutas – aliás, a estação é considerada a das frutas, devido à grande variedade encontrada nesta época.

A safra nada mais é do que o período em que o alimento é mais produzido e quando ele é mais rico nutricionalmente. “Com o desenvolvimento de novas tecnologias, hoje é possível encontrar alimentos fora de sua época ou estação, mas vale lembrar que eles são inferiores do ponto de vista nutricional, apresentam preços mais elevados e geralmente contêm mais agrotóxicos”, afirma a nutricionista Alessandra Paula Nunes, mestre em ciências aplicadas à cardiologia, da Clínica Bem Nutrir, de Santo André.

Veja a seguir uma lista de 28 alimentos da safra elaborada a pedido do Terra pelas seguintes especialistas: Alessandra Paula Nunes; Paula Riccioppo, nutricionista da clínica Be Healthy, no Rio de Janeiro; e Polliana Neves de Sá, nutricionista do Spa Posse do Corpo, também no Rio de Janeiro.

Abacate: rico em gorduras monoinsaturadas e fibras. Ajuda a controlar o colesterol, melhora o sistema circulatório e a pele. Contém ácido fólico, que auxilia na prevenção de efeitos congênitos (que nascem com a pessoa), e potássio, indicado para inchaços, fadiga, depressão, problemas cardíacos e derrames.

Abobrinha: encontrada de março a maio, é fonte de vitaminas do complexo B e possui poucas calorias. Contém também minerais como fósforo, cálcio e ferro.

Agrião: rico em vitamina C e iodo, importantes para a produção de colágeno, cicatrização, metabolismo, além de colaborar na manutenção de peso e emagrecimento.

Almeirão: fonte de cálcio, fósforo, ferro, vitaminas A e B2. Ajuda no metabolismo, auxiliando no emagrecimento, formação de ossos e contração muscular, produção de células sanguíneas.

Banana: repleta de potássio, é importante para a contração dos músculos. A fruta protege contra doenças cardíacas, já que mantém o equilíbrio de líquidos e evita o acúmulo de placas nas artérias. É rica em fibras e, por isso, benéfica para a digestão, aliviando e restaurando o intestino após a prisão de ventre ou a diarreia. Age como antiácido, sendo indicada em casos de azia, gastrite e úlcera.

Batata-doce: é fonte de potássio e cálcio, importantes na formação de ossos, contração muscular e na diurese.

Berinjela: fonte de vitaminas e minerais, tem antocianina, fitoquímico antioxidante que preserva o organismo de doenças crônicas não transmissíveis. É um alimento pouco calórico e proporciona uma sensação de saciedade (devido o seu alto teor de fibras). É rico em proteínas, vitaminas C (poderoso antioxidante), B1 (importante para o metabolismo energético do organismo), B2 (participa na formação de hemácias). Possui também uma boa quantidade de minerais, como cálcio (formação óssea e dentária), ferro (transporte de gases no sangue) e magnésio (atua como relaxante muscular). Estudos recentes apontam que a berinjela ajuda a reduzir o colesterol.

Beterraba: a melhor época para adquiri-las é de março a maio. Sua cor vermelho-arroxeada deve-se à presença da betalaína, um corante que é importante antioxidante. Diferentemente do que muitos pensam, não é fonte de ferro (contém apenas cerca de 0,8 mg) em sua composição. Esta hortaliça contém betacaroteno (um precursor da vitamina A), B1, B2, B5, e apresenta ainda minerais como o cálcio, sódio, fósforo e o silício, que é parte integrante do colágeno; e o zinco, que juntamente com o ferro e o cobre ajuda na formação de glóbulos vermelhos.

Brócolis: começa a ficar bonito em junho. Contém grande quantidade de vitaminas C e A, ácido fólico, potássio e selênio. Também é fonte de fósforo, ferro, cálcio e fibras. Os teores de cálcio são próximos ao do espinafre, com a vantagem de serem mais digestíveis.

Caqui: é rico em fibras e vitaminas A, C, B1 e B2. Possui cálcio e ferro. A fruta é considerada um antioxidante por combater os radicais livres (relacionados ao envelhecimento precoce, a alguns cânceres, entre outras doenças).

Chuchu: fonte de potássio e vitaminas A e C, importantes na boa aparência da pele e visão. É diurético.

Coco: o valor nutritivo da fruta varia de acordo com seu estado de amadurecimento. De maneira geral, apresenta bom teor de sais minerais (potássio, sódio, fósforo e cloro) e fibras, importantes para o estímulo da atividade intestinal, além de ser diurético.

Espinafre: fonte de ferro e tem importante função no trabalho das células sanguíneas.

655646

Figo: possui boa quantidade de magnésio, potássio, cálcio, ferro e fibras. Na fruta, destaca-se a pectina, uma fibra solúvel que ajuda a reduzir o colesterol no sangue. O consumo de figos juntamente com uma fruta cítrica ou outra fonte de vitamina C aumenta absorção de ferro pelo organismo.

Goiaba: rica em vitaminas A, B1 e C, além de possuir cálcio, fósforo, ferro e fibras insolúveis. Não contém muito açúcar, gordura e calorias. Auxilia no combate a infecções e hemorragias; fortifica os ossos, os dentes e o músculo cardíaco; melhora a cicatrização e o aspecto da pele, retardando o envelhecimento; regula o aparelho digestivo e o sistema nervoso; e dá maior resistência física. Auxilia no metabolismo de carboidratos, ajudando no emagrecimento.

Jiló: fonte de cálcio, fósforo e ferro, além de vitaminas A, B e C.

Kiwi: são encontrados facilmente de abril a setembro. É uma fruta rica em vitamina C, E e potássio. Fonte de pectina, uma fibra que ajuda a controlar o nível de açúcar e colesterol no sangue. Tem efeito laxativo. Pode-se utilizá-lo como amaciante de carnes, por sua acidez.

Laranja: rica em vitamina C, cálcio, fósforo e ferro. Melhora a imunidade e apresenta vários antioxidantes, que ajudam a reduzir o colesterol, as inflamações e a bloquear as células cancerígenas. Contém fibras que auxiliam na diminuição dos problemas intestinais, além de dar energia. Também auxilia na produção de colágeno da pele.

Limão: rico em flavonoides cítricos, como a vitamina C, tem importante função antioxidante (combate os radicais livres, relacionados ao envelhecimento precoce e alguns cânceres). Apresenta alto teor de sais minerais. Fortalece a imunidade, ajuda na cicatrização de feridas e fortifica as paredes dos capilares sanguíneos. Por ser antisséptico, é usado para tratar infecções respiratórias. A capacidade de extrair e dissolver ajuda no tratamento de furúnculos e abscessos. Estimula o fígado e pode ser usado como desintoxicante quando ingerido com água. Importante também na produção de colágeno, proporcionando rigidez à pele.

MACA5433

Maçã: contém vitaminas B1, B2 e niacina, além de minerais como ferro e fósforo. É rica em pectina, que se liga a toxinas e ao colesterol, expelindo-os do organismo; e em ácido málico, que ajuda o corpo a gastar energia de forma eficiente. A fruta contém quercetina, antiinflamatório que diminui o risco de problemas cardiovasculares. Estimula o fígado e os rins.

Mamão: a fruta é rica em propriedades terapêuticas e possui benefícios à saúde devido à enzima papaína, encontrada em maior quantidade no fruto verde. Tem um importante papel no bom funcionamento do aparelho digestivo e está associada como um acelerador do processo de cicatrização, muito utilizado em tratamentos de úlceras. É excelente fonte de vários sais minerais como cálcio, ferro, sódio, potássio e fósforo, que auxiliam na construção dos músculos e no crescimento do corpo, no combate à anemia, na formação de ossos e dentes. Contém grandes quantidades de vitaminas A e C e fibras. Age ainda como antiinflamatório e combate várias doenças como a diabete, úlcera péptica e gota, e ainda ajuda na prevenção contra o câncer.

Maracujá: possui alto valor nutritivo. Rica em vitamina C e vitaminas do complexo B (B2 e B5), a fruta contém também quantidades razoáveis de sais minerais como ferro, cálcio e fósforo. Funciona como um calmante suave. As suas sementes são poderosos vermífugos. A vitamina C dá resistência aos vasos sanguíneos, evita a fragilidade dos ossos e má formação dos dentes, age contra infecções e ajuda a cicatrizar os ferimentos. As vitaminas do complexo B têm como função evitar problemas de pele, do aparelho digestivo e do sistema nervoso, além de serem essenciais ao crescimento e evitarem a queda dos cabelos. Cálcio e fósforo são os minerais que participam da formação de ossos e dentes, da constituição muscular e da transmissão normal dos impulsos nervosos. Já o ferro contribui para a boa formação do sangue.

melancia_amarelannnn

Melancia: contém alto teor de água, o que ajuda na hidratação. Apresenta vitaminas do complexo B e sais minerais, como cálcio, potássio, fósforo e ferro. Tem propriedades diuréticas e ainda ajuda na produção de células sanguíneas, formação de ossos e atua no metabolismo de carboidratos, auxiliando no emagrecimento.

Nabo: encontrado de março a maio é fonte de fibras com poucas calorias. Apresenta vitamina C, cálcio e potássio. As folhas de nabo, que muitos jogam fora, são mais nutritivas que as raízes. Uma xícara de folhas cozidas fornece 40 mg de vitamina C, aproximadamente 200 mg de cálcio e quase 300 mg de potássio. Além disso, ao contrário das raízes, as folhas são uma excelente fonte de betacaroteno, um antioxidante que o organismo transforma em vitamina A.

Pera: rica em vitaminas A, B1, B2 e C, sódio, potássio, cálcio, fósforo, enxofre, magnésio, silício e ferro, niacina, sódio e fibras. Pode ser utilizada para prisão de ventre, inflamação intestinal e na bexiga, além de auxiliar o sistema nervoso e na formação dos ossos e dentes. Atua também no metabolismo de carboidratos, auxiliando no emagrecimento.

Repolho: fonte de antocianinas, vitamina A e C. Auxilia no emagrecimento, produção de hormônio, cicatrizante, bom para reumatismo, previne câncer, antioxidante, estimula o sistema imunológico. A melhor época para comprá-lo é de março a abril. Trata-se ainda de um alimento pouco calórico e rico em fibras.

Rúcula: tem grande quantidade de vitaminas C (é responsável pela redução do risco de câncer e ataques cardíacos e aumento da resistência a viroses) e vitamina A. Dentre os minerais, podemos destacar o potássio e o ferro, e por isso auxilia na prevenção da anemia. Exerce também uma função especial sobre o funcionamento dos intestinos, atuando como antiinflamatório.

Tangerina: fonte de vitaminas A, B e C, e em menor grau, de sais minerais como cálcio, potássio, sódio, fósforo e ferro. A vitamina C, junto com o cálcio e o fósforo, são essenciais para o desenvolvimento de dentes e ossos, e para a vitalidade dos vasos sanguíneos. A vitamina C também ajuda a combater infecções, a aumentar a resistência do organismo e a absorver o ferro de outros alimentos.

563565

MAIS

Plantar no Outono O mês de Novembro é propício para as plantações do Outono : Bolbos, roseiras, sebes, frutíferos…

É quando os vegetais entram na fase de descanso invernal que tem mais probabilidades em planta-los com sucesso. Vivem mais lentamente e suportam sem problema o stress da mudança de local e de solo. Alem disso, a planta tem todo o tempo para se enraizar no seu novo local, aproveitando o período invernal para reforçar as suas raízes. É o momento de plantar Os bolbos : vai obter segundo as variedades uma floração a partir do meio do Inverno e até à primavera.

As roseiras : ganham em robusteza e garantem uma floração precoce e abundante logo no primeiro ano.

As sebes : ao planta-las no Outono vai optimizar o desenvolvimento e favorecer o crescimento em altura e em volume.

Os frutíferos : você garante à árvore um sólido sistema de raízes e ganha um ano de colheita em relação a uma colocação durante a primavera.

Frutas do Out_ morelli nutricaoN

 

Todas as frutas são ricas em fibras e água, além de possuírem diferentes vitaminas e minerais. Para completar, a maioria apresenta pouquíssimas calorias.
Por isso, aproveite a abundância do outono para incluir ou aumentar a quantidade diária de frutas.

=
Ainda, lembre-se das vantagens de consumir os alimentos da estação:
=
Melhor qualidade
=
Maior sabor
=
Menor quantidade de agrotóxicos
=
Valores nutricionais potencializados
=
Preços mais baixos
=
Saiba quais são alguns dos alimentos da estação e os principais benefícios em usá-los:

===
===

Abacate – fruta altamente calórica, rica em gorduras monoinsaturadas, vitamina E e fibras. Ajuda a controlar o colesterol, melhora o sistema circulatório, o funcionamento intestinal e a pele. Além disso, evita a fadiga mental, fornece energia e aumenta a disposição.
=
Caqui – excelente fonte de vitamina E e C, fibras, betacaroteno (provitamina A) e licopeno , além disso possui cálcio e ferro. Tem ação antioxidante por combater os radicais livres (relacionados ao envelhecimento precoce das células) e atua na defesa do organismo. Também é essencial para a visão, unhas e cabelos, e auxilia no desenvolvimento ósseo.
=
Maçã – contém vitaminas B1, B2 e niacina e minerais como ferro e fósforo. É rica em pectina – fibra solúvel – ajudando a manter as taxas de colesterol em níveis aceitáveis no organismo e quercetina, um flavonoide com ação anti-inflamatória e antioxidante ajudando a diminuir o risco de problemas cardiovasculares e combatendo os radicais livres.
=
Tangerina – fonte fibras e de vitaminas A, B1 e C, e sais minerais como cálcio, potássio, sódio, fósforo e ferro. A vitamina C, junto com o cálcio e o fósforo, são essenciais para o desenvolvimento de dentes e ossos, e para a vitalidade dos vasos sanguíneos. A vitamina C também ajuda a combater infecções, a aumentar a resistência do organismo e a absorver o ferro presente em outros alimentos.
=
Coco – O valor nutritivo da fruta varia de acordo com seu estado de maturação (amadurecimento). De maneira geral, apresenta bom teor de sais minerais (potássio, sódio, fósforo e cloro) e fibras, importantes para o estímulo da atividade intestinal.
=
Goiaba – rica em vitamina A, B1, C, cálcio, fósforo, ferro e fibras insolúveis. Não contém muito açúcar, gordura e calorias. Auxilia no combate a infecções e hemorragias; fortifica os ossos, os dentes e o músculo cardíaco; melhora a cicatrização e o aspecto da pele, retardando o envelhecimento; regula o aparelho digestivo e o sistema nervoso; e dá maior resistência física.
=
Laranja – rica em vitamina C, cálcio fósforo e ferro. Melhora a imunidade e apresenta vários antioxidantes, que ajudam a reduzir o colesterol, as inflamações e a bloquear as células cancerosas. Contém fibras, que auxiliam na diminuição dos problemas intestinais, além de dar energia.
=
Limão – rico em flavonóides cítricos, como a vitamina C, tem importante função antioxidante (combate os radicais livres, relacionados ao envelhecimento precoce, a alguns cânceres entre outras doenças). Apresenta alto teor de sais minerais. Fortalece a imunidade, ajuda na cicatrização de feridas e fortifica as paredes dos capilares sanguíneos. Por ser antisséptico, o limão é usado para tratar infecções respiratórias. A capacidade de extrair e dissolver ajuda no tratamento de furúnculos e abscessos. Estimula o fígado e pode ser usado como desintoxicante quando ingerido com água.
=
Maracujá – fruta de alto valor nutritivo. Rica em vitamina C e vitaminas do complexo B (B2 e B5), contém também quantidades razoáveis de sais minerais como ferro, cálcio e fósforo. Funciona como um calmante suave. As suas sementes são poderosos vermífugos. A vitamina C dá resistência aos vasos sanguíneos, evita a fragilidade dos ossos e má formação dos dentes, age contra infecções e ajuda a cicatrizar os ferimentos. As vitaminas do complexo B têm como função evitar problemas de pele, do aparelho digestivo e do sistema nervoso, além de serem essenciais ao crescimento e evitarem a queda dos cabelos. Cálcio e fósforo são os minerais que participam da formação de ossos e dentes, da constituição muscular e da transmissão normal dos impulsos nervosos. Já o ferro contribui para a boa formação do sangue.
=
Melancia – contém alto teor de água, o que ajuda na hidratação. Apresenta vitaminas do complexo B e sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro. Tem propriedades diuréticas.
=
Pêra – rica em vitaminas vitamina A, B1, B2 e C, sódio, potássio, cálcio, fósforo, enxofre, magnésio, silício e ferro, niacina, sódio e fibras. Pode ser utilizada para prisão de ventre, inflamação intestinal e na bexiga, além de auxiliar o sistema nervoso e na formação dos ossos e dentes.
=
Pinha – também conhecida como fruta-do-conde, é fonte de vitaminas C e do complexo B, importantes no metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras.
=
Mandioquinha – contém niacina, vitamina A e é também uma fonte importante de energia devido ao seu teor de carboidrato (quase 19 g em 100 g de mandioquinha cozida). Além disso, contém fósforo – importante para a manutenção do metabolismo ósseo – e manganês que, dentre várias funções, atua como antioxidante. Estudos apontam uma possível correlação entre baixo consumo de manganês e agravo de sintomas da TPM, como dor e mau humor.

Abobrinha – possui baixo valor calórico, é rica em betacaroteno, vitamina C e sais minerais cálcio, fósforo e ferro. Sua casca é rica em fibras e, por isso, não deve ser descascada para o consumo e nem cozida por mais de 10 minutos. Assegura ao intestino um bom funcionamento e a presença de betacaroteno oferece proteção antioxidante.

Berinjela – contém antocianina, presente na casca da berinjela, atuando como antioxidante, associado à redução do LDL (colesterol “ruim”), prevenção de trombose, câncer e doenças crônicas não transmissíveis.

Portanto, aproveite as delícias do outono em saladas coloridas e em pratos quentinhos e leves como sopas, caldos e cremes, mantendo uma alimentação saudável independentemente da estação do ano!

Fonte: Ceagesp

 

kjk

FRASES SOBRE A ESTAÇÃO OUTONO

 

” Longa, longa e tenebrosa estrada do delírio… Mórbidas visões me atenazaram o cérebro. Foi-se minhalma, arrancada pela fúria insana, implacável, satânica, da adversidade. Foi-se, como se vai no outono, a triste folha, batendo aqui, ali, gemendo, cho­rando, morrendo… ”
A D N
==

“Outono é uma segunda primavera onde cada folha é uma flor. ”
Albert Camus
==

“Uma borboleta amarela? Ou uma folha seca que se desprendeu e não quis pousar?” Mario Quintana
==

“A vida é como o vento de Outono. Ela se encarrega de levar tudo o que não deve permanecer com você”
==

“Repara que o outono é mais estação da alma do que da natureza” Nietzsche
==

“Pedi a uma folha de outono que o vento soprava, que me trouxesse uma estrela para iluminar a minha noite… O vento trouxe-te a ti para iluminar a minha vida”
==
“As folhas quando caem nascem outras no lugar” Roberto Carlos
==

“Faço-me presente neste tão esperado outono, na forma de muitas folhas secas espalhadas ao chão”
==
“Um dia uma folha me bateu nos cílios, achei Deus de uma grande delicadeza” Clarice Lispector

==

“Nossa existência é transitória como as nuvens do outono. Observar o nascimento e a morte dos seres é como olhar os momentos da dança. A duração da vida é como o brilho de um relâmpago no céu, tal como uma torrente que se precipita montanha abaixo.”
Buda
==

“Santa Tristeza, dorme um pouco do meu sono! Sobre os meus olhos fecha os teus olhos de outono! Meu leito te abre, ouvindo a ilusão dos teus passos, os cortinados, como alguém que abrisse os braços… ”
Guilherme de Almeida
==

“Setembro, é o Maio de Outono.”
Ditado Popular
==

” O sol é um amigo que festejamos na primavera, evitamos no verão, adoramos no outono e choramos no inverno. ”
J NORMAND
==

“Prepara na primavera as flores que irão florir o outono e inverno da vida.”
Maroquinha Jacobina Rabelo
==

“A primavera é uma virgem, o verão uma mãe, o outono uma viúva e o inverno uma madrasta.”
Frases Anônimas
==

“O outono reina sobre os homens. Até nos momentos de grande paz podemos ouvir o ruído dos corpos abandonando a árvore… Quando mergulhamos no sono da treva, e as lâmpadas acendem nosso rosto, principiamos a pisar as pedras, para que a lua nos pise, e nossos corpos feridos iluminem as almas do Outono. Ventos frios e sóis estranhamente luminosos amadurecem os frutos que serão alimento da terra dadivosa… O Outono reina sobre os homens. Na vida mora o convite do sono… E, no entanto, há flores e estrelas brincando de ciranda nos parques da noite… ”
PAULO BOMFIM
==

“Nossa existência é transitória como as nuvens do outono”. Buda
==
“Outono: caem as folhas tontas de sono e pelo ar voando vão à procura do regaço morno do outono ou de algum coração” Antonio Simões
==

“Quando algo que você goste acabar, lembre-se que as folhas do outono não caem porque querem e sim porque é chegada a hora” Cristian Arza
==
“A minha coleção outono-inverno faz da mulher uma lady na sala de visita e uma prostituta na cama”
Marc Jacobs
==
“A primavera segue-se o verão, ao verão o outono, ao outono o inverno e assim vai o tempo nesse constante girar. ”
MIGUEL DE CERVANTES
==

“Somos reformadores na primavera e no verão; no outono e no inverno, pomo-nos ao lado do que é velho; reformadores de ma­nhã, somos conservadores da noite. ”
RALPH WALDO EMERSON
==

“No fim do outono de 1983, o professor Harold Bloom fez algo banal, humano e destrutivo: ele colocou a mão na parte interna da coxa de uma aluna – uma aluna que ele havia sido encarregado de ensinar e formar.”
Naomi Wolf
==

“Para as almas chegadas ao outono, há uma dor mais dolo­rosa que a de não ter sabido viver; a de não ter sabido morrer. ”
E BERTARELLI
==

“Setembro, é o Maio de Outono.”
Provérbio Popular
==

==

Fonte: http://www.quemdisse.com.br/

0978998

Saias longas e mídi são tendência no outono-inverno 2011
Combiná-las a outras peças que estão em alta modernizam o look

 

Depois de um inverno de minissaias, a roupa mais feminina do vestuário ganha comprimentos maiores nesta temporada fria de 2011. As saias longas (também chamadas máxi ou máximas) voltam as ser tendência, assim como a midissaia ou simplesmente mídi, aquela que não é tão comprida, mas passa do joelho.

As saias longas lembram os estilos hippie e boho chic, entretanto, é possível montar um look livre destes estereótipos, escolhendo por exemplo uma saia sem estampa. A parte de cima e os acessórios fazem toda a diferença. O mesmo vale para as saias mídi, que trazem um perfil mais “senhora”. A solução é combiná-las com outras tendências, para compor um visual atualizado. Confira:
Se a ideia é incorporar o estilo hippie ou boho chic, pode-se apostar nas saias longas estampadas e esvoaçantes. Da esquerda para direita: Espaço Fashion, Farm e Le Lis Blanc
Preto total, em dois tecidos diferentes da saia mídi plissada, por Cori
Saiba o que combina melhor com o seu corpo

O comprimento correto da saia longa é na altura do tornozelo ou um pouco abaixo, já a mídi fica em um palmo acima do osso do tornozelo ou bem no meio das canelas.

— Em geral saias máxi alongam a silhueta da mulher — aponta a produtora de moda Aline Montes.

Segundo ela, este modelo favorece, inclusive as baixinhas, se usada com cintura alta e acessórios corretos. Já as no comprimento mídi são um pouco mais complicadas, tendendo a achatar a silhueta, melhor usá-las sempre com salto e no modelo cintura alta.

As apostas da produtora de moda para qualquer um dos comprimentos são as saias plissadas.

— Os estilistas estão dando preferência para tecidos mais leves na saia, fazendo um contraponto com a proposta de usar um tricô pesado em cima. Pode jogar um cinto ou deixar ele amplo mesmo — lembra Aline.

— Como a saia plissada vem leve e esvoaçante, o pesado em cima dá uma quebrada na leveza — complementa, ressaltando que a mistura de texturas está em alta.
Veja à esquerda em look da Alphorria como a saia plissada somada a um top festivo vai muito bem à eventos noturnos. O mesmo estilo de saia pode ser usado de dia como na saia ameixa mais blusão amplo Tracy Reese ao centro. Repare na saia laranja, também de Tracy Reese como a cintura mais alta alonga a silhueta

MODAOUTONOO9
No desfile de Tracy Reese, ideias de como usar a saia mídi plissada

Outra sugestão para um efeito similar é investir em um sapato não muito delicado, como o coturno ou outros modelos carregados de cadarços, fivelas e fechos. A maior vantagem de ter uma saia longa plissada em tecido leve é poder vesti-la também em eventos noturnos, acompanhadas de um top chique, joias e salto alto.
Tecido leve da saia contrasta com o sapato abotinado no look da Espaço Fashion e, no visual da Farm, jaqueta perfecto deixa o visual mais atualizado

A mistura de texturas é tendência confirmada nas passarelas, e vale para combinações além das saias, como paetê e moleton no melhor estilo hi-lo (high= alto, low=baixo, uma mistura de tecidos de alta costura, caros, com os de preços mais baixos).

Na parte de cima

Para as magrinhas, usar uma blusa solta e larga por cima da saia é um formato que está super em alta. Inclusive camisas vão muito bem, principalmente quando não no formato tradicional, mais parecidas com batas. Já as gordinhas devem evitar este estilo caso a saia seja ampla e apostar nas blusas um pouco mais ajustadas, acomodadas dentro da saia de cintura mais alta, podendo finalizar o visual com um cinto fininho e uma bolsa de média a pequena. Entretanto, se o modelo da saia for mais ajustado ao corpo, vale usar um pouco de volume na parte de cima.

— Se usa volume em cima, não usa embaixo, e vice-versa — aponta Aline.
Look monocromático dá a impressão de alongar e assim emagrecer a silhueta. Ambos da Farms
Blusas largas e batas podem ser combinadas com as saias longas. À esquerda, Bo.Bô. Os dois looks à direita são Le Lis Blanc.

Para esquentar, o que se tem visto nas passarelas e lookbooks de diversas grifes são casacos de todos os comprimentos para combinar com saias longas ou mídis. Segundo a stylist, o casaco 7/8 é chiquérrimo, uma ótima aposta. Para ela não há um casaco ideal para usar com as saias.

Uma ideia para dias mornos é lançar mão de um cardigã leve ou um suéter. Em dias de frio a jaqueta de couro no modelo perfecto pode ser uma bela composição, o cachecol no pescoço ajuda a esquentar. Além de serem bem quentinhos, os coletes de pele (fake ou não) estão em alta. Paletó no estilo boyfriend vai muito bem.
Calça e casacos sequinhos formam boa composição, look da Bo.Bô

Acessórios

Os acessórios ajudam a modernizar os looks e a disfarçar efeitos que desvalorizam a silhueta. A mídi, principalmente para as mulheres mais baixas, dá impressão de achatar o corpo, por isso prefira saltos para anular este efeito. Plataformas, anabelas ou wedges são boa pedida. Também o modelo oxford com salto que está na moda.

Outra solução que ajuda a dar impressão de uma silhueta alongada e mais esbelta é escolher bolsas menores, com alças curtas. Prefira brincos e colares menores. E opte sempre pela saia de cintura bem alta.

Aline Montes dá sugestões de sapatos para combinar melhor:

— Para os dois comprimentos gosto bastante com scarpan, ankle boot e sandálias com meia-calça. Bota de cano longo quando mídi e para as máximas com cano mais curto.

A esquerda, saia mídi plissada Cori e à direita, saia e vestido mídi da Tracy Reese. Perceba que as três estão combinadas com botas de cano longo

Cores e estampas

As saias lisas de uma cor só são mais versáteis e fáceis de serem combinadas. Também cansam menos, podendo ser usadas com maior frequência. Além do preto básico, vale investir nas cores da moda, caso elas valorizem seu tom de pele. Sobre o camelo (cor de caramelo, entre o nude e o marrom) não se discute, é o tom da estação. Aline indica outra cor que também está em alta:

— O tom ameixa! Se não for usá-lo na saia, ele fica lindo em qualquer acessório, como várias marcas de sapato têm mostrado.

http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Segundo%20Caderno&newsID=a3320910.xml

756

OUTONO:  POEMAS

 

Noites de outono. E aquele fruto não cai!

Não tenho sono agora, alegria sobressai!

Luar de esplendor que ilumina a Terra.

Fico a imaginar as montanhas sem ventos.

Agora não há;

Que cheiro de maracujá!!!

 

Tardes de outono, pomares enriquecidos,

Frutos diferenciados, sabores coloridos.

Ah, que gostoso sentir esse ar!

Que beleza este visual!

Sublime esse lugar!

 

Quero maçã e manga, talvez também , pitanga.

Jatobá e jabuticaba ficam para depois.

Imagina saborear uva com goiaba

Nesse momento , apenas nós dois?

 

Manhãs de Outono!

Amor eterno, benditos frutos!

Quantos corações estão sem donos;

E quantos amores deixaram de ser absolutos!

 

Quero o Outono dos sonhos,

O adeus aos momentos tristonhos!

Quero a felicidade no meu caminho;

E a imensa alegria de não estar sozinho!

Prof. Nilceu

436355

Canção de Outono

 

Perdoa-me, folha seca,
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo,
e até do amor me perdi.
De que serviu tecer flores
pelas areias do chão
se havia gente dormindo
sobre o próprio coração?

E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando aqueles
que não se levantarão…

Tu és folha de outono
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
– a melhor parte de mim.
E vou por este caminho,
certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão…
(Cecília Meireles)

======
Quero apenas cinco coisas..
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser… sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.
(Pablo Neruda)

======

745
======
Uma névoa de Outono o ar raro vela, (5-11-1932)

Uma névoa de Outono o ar raro vela,
Cores de meia-cor pairam no céu.
O que indistintamente se revela,
Árvores, casas, montes, nada é meu.

Sim, vejo-o, e pela vista sou seu dono.
Sim, sinto-o eu pelo coração, o como.
Mas entre mim e ver há um grande sono.
De sentir é só a janela a que eu assomo.

Amanhã, se estiver um dia igual,
Mas se for outro, porque é amanhã,
Terei outra verdade, universal,
E será como esta […]
(Fernando Pessoa)

======

No Ciclo Eterno

 

No ciclo eterno das mudáveis coisas
Novo inverno após novo outono volve
À diferente terra
Com a mesma maneira.
Porém a mim nem me acha diferente
Nem diferente deixa-me, fechado
Na clausura maligna
Da índole indecisa.
Presa da pálida fatalidade
De não mudar-me, me infiel renovo
Aos propósitos mudos
Morituros e infindos.
(Ricardo Reis)

=====

IMAGEMLACIMA345

======

Crepúsculo de Outono

O crepúsculo cai, manso como uma benção.
Dir-se-á que o rio chora a prisão de seu leito…
As grandes mãos da sombra evangélicas pensam
As feridas que a vida abriu em cada peito.
O outono amarelece e despoja os lariços.
Um corvo passa e grasna, e deixa esparso no ar
O terror augural de encantos e feitiços.
As flores morrem. Toda a relva entra a murchar.
Os pinheiros porém viçam, e serão breve
Todo o verde que a vista espairecendo vejas,
Mais negros sobre a alvura unânime da neve,
Altos e espirituais como flechas de igrejas.
Um sino plange. A sua voz ritma o murmúrio
Do rio, e isso parece a voz da solidão.
E essa voz enche o vale…o horizonte purpúreo…
Consoladora como um divino perdão.
O sol fundiu a neve. A folhagem vermelha
Reponta. Apenas há, nos barrancos retortos,
Flocos, que a luz do poente extática semelha
A um rebanho infeliz de cordeirinhos mortos.
A sombra casa os sons numa grave harmonia.
E tamanha esperança e uma tão grande paz
Avultam do clarão que cinge a serrania,
Como se houvesse aurora e o mar cantando atrás.
(Manoel Bandeira)
======
No inverno te proteger
no verão sair pra pescar
no outono te conhecer
primavera poder gostar
e no estio me derreter
pra na chuva dançar e andar junto!
Beto Guedes
======

987

======

RUÍNAS

Se é sempre Outono o rir das primaveras,
Castelos, um a um, deixa-os cair…
Que a vida é um constante derruir
De palácios do Reino das Quimeras!

E deixa sobre as ruínas crescer heras.
Deixa-as beijar as pedras e florir!
Que a vida é um contínuo destruir
De palácios do Reino de Quimeras!

Deixa tombar meus rútilos castelos!
Tenho ainda mais sonhos para erguê-los
Mais altos do que as águias pelo ar!

Sonhos que tombam! Derrocada louca!
São como os beijos duma linda boca!
Sonhos!… Deixa-os tombar… deixa-os tombar…
(Florbela Espanca)

20 de marco- outono5

6543

 

 

Grato pela visita; volte mais vezes! Nilceu

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s